Comoção no enterro da família de avaianos em Biguaçu

Postado por: André Palma Ribeiro

Clima de muita consternação no enterro da família de avaianos em Biguaçu       Foto: Anderson Coelho / ND

O Avaí se solidariza com a família dos avaianos mortos por intoxicação no Chile e que foram enterrados nesta terça-feira (4), em clima de grande comoção, no Cemitério de São Miguel, em Biguaçu. O clube enviou uma bandeira oficial ao velório coletivo, e transmitiu os sentimentos de pesar a todos. Após o velório, que aconteceu no Ginásio de Esportes da Univali, foi realizado um culto ecumênico e em seguida o cortejo seguiu até o local do enterro. O Avaí já tinha homenageado a família com um minuto de silêncio antes da partida contra o Ceará, na Ressacada.

Uma dor muito grande para a Nação Avaiana, uma vez que Débora Muniz Nascimento de Souza, 38 anos, a mãe das crianças, era integrante da torcida AvaíXonadas. Na oportunidade, a torcida já tinha se manifestado: “A dor da perda é imensurável e nada que se possa dizer é capaz de amenizar o sofrimento. O máximo que se pode fazer é oferecer o nosso silêncio de cumplicidade com a dor, dizer algumas palavras de amizade e consolo, e dar o ombro amigo para apoiar o peso da perda”.

Ao velório e enterro compareceram parentes, amigos, torcedores azurras e coleguinhas das crianças mortas. Um grupo grande de pessoas que foi levar solidariedade aos parentes das vítimas. Um momento de muita tristeza e reflexão para todos os presentes. Emoção maior, pois os corpos só chegaram na noite de segunda-feira, 12 dias após a tragédia no Chile.

A família foi encontrada morta num apartamento alugado no centro de Santiago, para onde viajou para o aniversário da filha adolescente, que completaria 15 anos. A perícia apontou como causa da morte a intoxicação por monóxido de carbono, produzido pelo equipamento de aquecimento.

Foram enterrados nesta terça-feira (4), a mãe Débora Muniz, 38 anos; seu marido, Fabiano de Souza, 41 anos; as crianças Karoliny Nascimento de Souza, 14 anos e seu irmão Felipe Nascimento de Souza, 13 anos; além do irmão de Débora, Jonathas Nascimento, 30 anos e sua esposa Adriane Kruger, 29 anos.

Débora Muniz (C), integrante da AvaíXonadas, ao lado da família                                   Foto: Álbum de família

O Avaí se solidariza com a família dos avaianos mortos por intoxicação no Chile e que foram enterrados nesta terça-feira (4), em clima de grande comoção, no Cemitério de São Miguel, em Biguaçu. O clube enviou uma bandeira oficial ao velório coletivo, e transmitiu os sentimentos de pesar a todos. Após o velório, que aconteceu no Ginásio de Esportes da Univali, foi realizado um culto ecumênico e em seguida o cortejo seguiu até o local do enterro. O Avaí já tinha homenageado a família com um minuto de silêncio antes da partida contra o Ceará, na Ressacada.

Uma dor muito grande para a Nação Avaiana, uma vez que Débora Muniz Nascimento de Souza, 38 anos, a mãe das crianças, era integrante da torcida AvaíXonadas. Na oportunidade, a torcida já tinha se manifestado com a dor desta grande perda. “A dor da perda é imensurável e nada que se possa dizer é capaz de amenizar o sofrimento. O máximo que se pode fazer é oferecer o nosso silêncio de cumplicidade com a dor, dizer algumas palavras de amizade e consolo, e dar o ombro amigo para apoiar o peso da perda”.

Ao velório e enterro compareceram parentes, amigos, torcedores azurras e coleguinhas das crianças mortas. Um grupo grande de pessoas que foi levar solidariedade aos parentes das vítimas. Um momento de muita tristeza e reflexão para todos os presentes. Emoção maior, pois os corpos só chegaram na noite de segunda-feira, 12 dias após a tragédia no Chile.

A família foi encontrada morta num apartamento alugado no centro de Santiago, para onde viajou para o aniversário da filha adolescente, que completaria 15 anos. A perícia apontou como causa da morte a intoxicação por monóxido de carbono, produzido pelo equipamento de aquecimento no apartamento em que estava a família.

Foram enterrados nesta terça-feira a mãe Débora Muniz, 38 anos; seu marido, Fabiano de Souza, 41 anos; as crianças Karoliny Nascimento de Souza, 14 anos e seu irmão Felipe Nascimento de Souza, 13 anos; além do irmão de Débora, Jonathas Nascimento, 30 anos e sua esposa Adriane Kruger, 29 anos.

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

MAIS NOTÍCIAS

Conheça as novas regras para gratuidade de crianças na Ressacada

O Avaí Futebol Clube lança nesta terça-feira (23) as novas regras para gratuidade de crianças nos jogos do Leão na

23/07/2024

Ação exclusiva Sócios: Sorteio Cantina Zabot mês de julho

Foram sorteados quatro sócios. Cada sócios ganhou um voucher no valor de R$ 250,00 para a Cantina Zabot! O voucher

23/07/2024