Homenagem aos campeões de 1988

Postado por: André Palma Ribeiro

O Avaí irá homenagear no jogo diante do Paraná Clube, no próximo sábado, dia 13 de julho, os atletas campeões estaduais de 1988. A conquista que completa 25 anos no próximo dia 17 e que registrou o maior público da história da Ressacada: 25.735 pessoas.

Os nomes dos heróis que conquistaram o 12º título catarinense do Leão na história estarão estampados nas camisas dos jogadores que enfrentarão o time paranaense pela Série B.

Esta é a quarta homenagem da série que retrata as conquistas históricas nos 19 jogos em casa do Campeonato Brasileiro de 2013. A cada partida, o time relembra um título marcante do Leão da Ilha. A ação faz parte da programação oficial dos 90 anos do clube que será divulgada integralmente em breve.

Vestiram a camisa do Leão em 1988: Almir, Adílson Gomes, Adílson Heleno, Belmonte, Betinho, Biguaçu, Celinho, Elísio, Falcão, Flávio Roberto, Fossati, Gílson, J.J. Rodriguez, Ivan Formiga, Márcio, Marcos Severo, Maurício, Mendonça, Naubi, Nelsinho, Nena, Netinho, Prê, Rogério, Sérgio Márcio, Teffo, Umberto e Vanderlei.

A comissão técnica era composta por: Sérgio Lopes (Técnico), Atílio Ancheta (Auxiliar Técnico), Nelson Neves (Preparador Físico), Nílson Iomar de Souza (Preparador de Goleiros João Carlos Dias (Supervisor), José Carlos Cardoso (Médico), Delmar da Rosa Pereira, o Pereirinha (Massagista), Altamiro Mendes (Auxiliar de Massagista), João Carlos da Silva, o Duca (Roupeiro),) e Ivanildo Bernardo da Silva, o Ceará (Administrador da Ressacada).

Arte: Guilherme Sauthier/Avaí FC

O CAMPEONATO CATARINENSE DE 1988

O Campeonato Catarinense de 1988 foi disputado em 3 fases e com 12 equipes: Avaí, Figueirense, Criciúma, Joinville, Chapecoense, Marcílio Dias, Blumenau, Brusque, Hercílio Luz e Próspera.

Na primeira etapa, dois grupos de seis times jogaram entre si em turno e returno. O Avaí se classificou em primeiro lugar para a semifinal da fase com 7 vitórias, 3 empates e 2 derrotas. Na semi, o Leão perdeu para o Joinville por 3 a 0, no Norte do Estado, e por 1 a 0 na Ressacada.

O Marcílio Dias conquistou o turno ao bater o JEC na final e se garantiu no hexagonal final da competição com um ponto de bonificação. No segundo turno, o Leão ficou em sexto lugar e ficou de fora das finais da fase. Mas com 4 vitórias, 4 empates e 2 derrotas na etapa, o Avaí conseguiu a classificação para o hexagonal por índice técnico.

O Criciúma venceu o Joinville na decisão do returno e também foi para o hexagonal final com um ponto de bonificação.

O HEXAGONAL FINAL

A fase final do campeonato foi composta por seis times. Os campeões dos turnos Marcílio Dias e Criciúma, além de Avaí, Brusque, Blumenau e Joinville que se classificaram por índice técnico.

Todos jogaram contra todos em turno e returno e o Leão da Ilha sagrou-se o campeão catarinense após somar 16 pontos em 10 jogos, com 7 vitórias, 2 empates e apenas uma derrota.

No dia 22 de maio de 1988 o Avaí venceu o Marcílio por 2 a 1, em Itajaí, na abertura do hexagonal. Depois, goleou o Criciúma na Ressacada por 4 a 0. Em seguida, fez 2 a 0 no Joinville na Ressacada. Na quarta rodada, um empate em 0 a 0 com o Brusque, fora de casa. Na quinta, outro empate em 0 a 0, desta vez, frente ao BEC, em Blumenau.

Na sexta rodada, nova vitória diante do Marcílio Dias por 2 a 1 na Ressacada. Na sétima, vitória de 1 a 0 sobre o Criciúma no Sul do Estado. Na oitava rodada, veio a única derrota do hexagonal. Foi para o Joinville, por 3 a 2, no Norte do Estado.

E no dia 17 de julho de 1988, veio a decisão na Ressacada lotada. Mais de 25 mil pessoas esperavam uma vitória para consolidar o título estadual após 13 anos de tabú. O Leão venceu o Blumenau por 2 a 1, com gols de Adílson Heleno e Marcos Severo. Fechando o hexagonal, o Leão da Ilha ainda derrotou o Brusque por 2 a 1 na entrega oficial de faixas.

Ao todo, o Avaí jogou 34 vezes no campeonato de 1988. Foram 18 vitórias, 7 derrotas, 9 empates, 43 gols pró e 27 gols sofridos.

FICHA TÉCNICA DA DECISÃO

17/07/1988 – Avaí 2 x 1 Blumenau
Estádio: Ressacada

AVAÍ – Fossati; Netinho, Maurício, Sérgio Márcio e J.J. Rodrigues; Belmonte, Flávio Roberto e Adílson Heleno ; Adílson Gomes, Marcos Severo (Mendonça) e Elísio. Técnico: Sérgio Lopes

BLUMENAU – Válter; Sidnei, Rogério Gaúcho, Colonetti e Almir; Alaércio, Treze (Assis) e César Paulista; Itamar, Chicão e Osmair. Técnico: Vail Motta

Arbitragem: Antônio Rogério Osório, com Leopoldo Paganelli e José Testoni
Renda: Cz$6.100.400,00
Público pagante oficial: 25.735
Público pagante extra-oficial: 32.226

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

MAIS NOTÍCIAS

Orientações aos sócios participantes da Caravana Com a Raça Toda

Neste sábado (24/02), a Raça Toda vai ao estádio Heriberto Hülse, em Criciúma-SC, para acompanhar a partida Avaí x Brusque,

23/02/2024

Relação de mascotes mirins sorteados para Avaí x Brusque-SC

O Avaí Futebol Clube informa a relação de inscritos sorteados e as orientações para o cerimonial de entrada dos Mascotes

23/02/2024