A volta do artilheiro Junior Dutra

Postado por: André Palma Ribeiro

Junior Dutra tem oito gols na temporada e objetivo é deixar o Avaí na Série A             Foto: Divulgação / Avaí FC

Para quem estava como opção e terminar o jogo diante do Grêmio como protagonista, significou muito para o artilheiro Junior Dutra. Ele saiu do jogo com uma assistência e um golaço, o segundo na vitória de 2 x 0 sobre o Grêmio. Por isso, o atleta estava radiante na volta aos trabalhos na Ressacada, na tarde desta segunda-feira e a certeza de que estará em campo diante do Coritiba, podendo ajudar a equipe a conquistar outro grande resultado.

Escolhido para falar com os jornalistas, Junior Dutra já tinha passado por uma sessão de reforço muscular na academia. “Uma alegria grande voltar de lesão e totalmente recuperado, com a certeza de que valeu a pena esperar o momento certo. Eu queria ajudar e não conseguia. Claudinei soube esperar o momento certo para me dar confiança e hoje estou pronto para voltar a jogar o tempo inteiro, pegando ritmo de jogo aos poucos e ajudando meus companheiros a vencer”.

Sobre os gols na Arena do Grêmio, o jogador não escondeu a alegria. “O gol é a melhor parte do futebol. Voltar a fazer gol é especial, ainda mais a importância e o significado do gol que conseguimos no domingo. A vitória que o Avaí conseguiu e que muita gente, fora do nosso grupo, não acreditava que pudesse acontecer. A minha volta foi no tempo certo e agora é dar sequência”.

Junior Dutra, 29 anos, 1,85m, natural de Santos, no Avaí desde o início do ano, vive um momento especial. Depois de seis anos fora do país, quatro dos quais no Japão, onde foi campeão e aprendeu o idioma, teve passagem ano passado no Vasco. Agora é Avaí, com apoio da família. O pai, seu Sérgio, vem sempre visitá-lo em Florianópolis e acompanha o filho, como fazem os parentes de Santos.

Com oito gols na temporada, Junior Dutra diz que seu objetivo não é ser artilheiro do time, mas sim contribuir para o principal objetivo que é manter a equipe na Série A para 2018. “Marcando gol ou dando assistência, o que importa é ver o Avaí vencer. Quero jogar, quero estar perto do gol, atuar onde for melhor. Já falei para o Claudinei que tenho dificuldade em jogar pelas alas, na marcação, mas onde puder ajudar eu estarei lá”, completou.

 

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

MAIS NOTÍCIAS

Chegaram todas as Camisas do Centenário para os sócios que têm direito

O Avaí Futebol Clube informa aos seus sócios que chegaram todas as Camisas do Centenário para os sócios que têm

22/02/2024

Nota de Repúdio: agressões aos profissionais do Fortaleza E.C.

O Avaí Futebol Clube repudia a violência sofrida pela delegação do Fortaleza Esporte Clube, ocorrida ontem (21), após partida válida

22/02/2024