Assistente social do Avaí participa de encontro na CBF

Postado por: André Palma Ribeiro

Angelita Costa (E) representante do Avaí no encontro de assistentes sociais na CBF   Foto: Lucas Figueiredo / CBF

A assistente social do Avaí, Angelita de Oliveira Costa, participou nesta segunda-feira (30), de um encontro na sede da CBF, no Rio de Janeiro, com dirigentes da entidade para apresentar um panorama sobre o Serviço Social que o clube realiza em todas as suas categorias de base e profissional. Participaram ao todo onze assistentes sociais de clubes da Série A, que explanaram a realidade da função na estrutura do futebol brasileiro. O objetivo da CBF foi ampliar o olhar a respeito dos pilares do trabalho social nos clubes: a educação, a família, a saúde, o alojamento e a cultura e lazer.

Segundo Angelita, o trabalho realizado no Avaí é muito bom e produz importantes resultados. O Avaí tem categorias de base consolidada, pois é um clube formador. São mais de 120 atletas nestas categorias, úm pouco mais da metade morando nos alojamentos dos clube. E a grande preocupação do presidente Francisco José Battistotti é formar cidadãos acima de tudo. Sobre a participação neste evento na CBF, Angelita destacou: “foi muito produtiva e a CBF abrindo espaço para o profissional do Serviço Social ministrar o trabalho que hoje executa nos seus respectivos clubes, na formação de atletas”.

Importante destacar, segundo o grupo de assistentes sociais, apenas 42 clubes e uma federação estadual (a de Pernambuco) possuem este profissional em seu quadro de funcionários, sendo 23 clubes na região Sudeste, 11 na região Sul, sete na região Nordeste, um no Centro-Oeste e nenhum região Norte. A preocupação em manter atletas na rotina escolar é o tema mais urgente destacado pelos assistentes sociais. Criar uma mentalidade de formação educacional dentro da rotina específica do futebol.

O primeiro passo do encontro desta segunda-feira foi a criação de uma Comissão nacional dos Assistentes Sociais, seguido por uma pesquisa para mapear a situação da área social dentro dos clubes brasileiros. A etapa seguinte será criar instrumentos que garantam, em regulamento e legislação, a exigência de profissionais dentro dos clubes. “É uma preocupação da CBF garantir que os atletas recebam todo o aparato necessário para a sua melhor formação em todas as áreas do escopo social. Está mais que comprovado que a educação pode melhorar até mesmo a performance do atleta”, disse o secretário geral da entidade, Walter Feldman.

Além do secretário-geral da CBF, participaram da reunião o diretor de Governança e Conformidade, André Megale; o diretor de Registro e Transferência, Reynaldo Buzzoni; o gerente de Desenvolvimento Técnico, Responsabilidade Social e Sustentabilidade da CBF, Diogo Netto; e os assistentes sociais Débora Menezes e Lucilene Dias, do Fluminense; Heloísa Verçosa, do Cruzeiro; Gabriela Maia, do Flamengo; Iara Costa, do Vasco; Fernando Fernandes, do Santos; Rodrigo Mergulhão, do Palmeiras; Angelita Costa, do Avaí; Regiane Ferreira, do Corinthians; Maristela Eleutério, do Botafogo; além das consultoras em serviço social, Thaís Toledo e Regina Diba, que prestam serviço a clubes brasileiros.

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

MAIS NOTÍCIAS

Avaí é superado pelo Brusque em Criciúma

Em partida realizada na tarde deste sábado (24), o Avaí foi superado pelo Brusque, em Criciúma-SC, em disputa válida pela

24/02/2024

Blog da Gestão #12 – Grande Vitória

Olá, Nação Avaiana!  As camisas criadas para celebrar a grandeza da história do Avaí Futebol Clube chegaram! Dou essa notícia

24/02/2024