Avaí, 94 anos de glórias

Postado por: André Palma Ribeiro

 

O Avaí Futebol Clube comemora neste dia 1º de setembro de 2017 o seu 94º aniversário de fundação. São 16 títulos estaduais e um título brasileiro da Série C em 1998. Integrante da elite do futebol brasileiro, a Série A, o Avaí tem em sua caminhada momentos marcantes, conta com a maior e mais apaixonada torcida de Santa Catarina e um patrimônio valioso. A semente plantada por Amadeu Horn em 1923 gerou uma trajetória de histórias e conquistas que só orgulham seu torcedor.

E a história do Avaí Futebol Clube teve início quando um grupo de garotos que costumavam jogar bola na Rua Frei Caneca, no bairro Pedra Grande (atual Agronômica), conheceu o comerciante Amadeu Horn, apaixonado por futebol. Foi a realização de um sonho para os meninos, que ganharam um conjunto completo de “ternos” como eram chamados os uniformes na época. As cores azul e branca foram escolhidas em homenagem ao clube de remo Riachuelo, cujo nome originou da Batalha do Riachuelo, em 1865.

O nome Avaí surgiu depois de uma reunião com a presença de Arnaldo Pinto de Oliveira. Ele influenciou o grupo de rapazes que já tinha decidido pelo nome “Independência” e propôs Avahy, em referência à Batalha do Avahy, guerra travada junto ao arroio de mesmo nome, em território paraguaio, em dezembro de 1868, entre as forças da Tríplice Aliança (Brasil, Uruguai e Argentina – com a ajuda da Inglaterra) e as do Paraguai. Neste momento, todos apoiaram a ideia e começaram a gritar Avahy, Avahy, Avahy! Entusiasmada e convicta, teve início a história cheia de vitórias e conquistas do então Avahy Foot-ball Club.

Ao longo de sua história, o Avaí se transformou no time da raça. O hino do clube, composto pelo ex-presidente Fernando Bastos e o músico Luiz Henrique Rosa traduz o sentimento de orgulho do torcedor, o time da ilha formosa, cheia de graça. “É povo é gente, é bola pra frente, é só coração o meu Avaí”. O time que é o Leão da Ilha, na criação de Olímpio Silva, e que já nasceu campeão, tem um passado que não dá para esquecer. Mas como diz Fernando Bastos, o Avaí tem um encontro marcado com os seus dias de glória e a ordem é vencer, vencer.

Dá para falar de seus ídolos, mas não dá para citá-los, pois são dezenas. Seria injustiça esquecer alguém que proporcionou tantas alegrias e glórias ao clube que é paixão pra toda vida. Gente que construiu 94 anos de emoção e gente também que vai levar o Avaí ao Centenário em 2023. Está ali, tão pertinho. Mas a hora é presente e o time vem quente. Tem o desafio pela frente, ficar com a gente, nessa corrente, na Série A.

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

MAIS NOTÍCIAS

Avaí fecha parceria com Zé Delivery para benefícios ao sócio do Leão

O Avaí Futebol Clube fechou uma parceria com o maior aplicativo de entrega de bebidas do Brasil. Agora, os sócios

21/06/2024

Leão da Ilha reapresenta e se prepara para partida que vale a liderança da Série B

O Avaí se reapresentou nesta tarde de sexta-feira (21) e iniciou a preparação para o confronto contra o América Mineiro.