Avaí recebe homenagem em Sessão Especial no Senado Federal

Postado por: Alceu Atherino Neves

Foto: Pedro França / Agência Senado

Aconteceu na manhã desta segunda-feira (28), a Sessão Especial, – no Senado Federal -, que foi convocada em atendimento ao requerimento nº 199 de 2023, de autoria do senador Esperidião Amin, e de outros senadores que, na ocasião, aprovaram por unanimidade. A Sessão foi destinada para comemorar o Centenário do Avaí Futebol Clube, que no próximo dia 1º de setembro completará então 100 anos.

Foram chamados para compor a mesa os Senhores Júlio César Heerdt, Presidente do Avaí, Bernardo Pessi, presidente do Conselho Deliberativo do Avaí, Acácio Carreirão, presidente do Conselho Fiscal do Avaí, Luciano Kowalski, vice-presidente do Avaí, e a Sra. Vânia Franco, Secretaria de Articulação Nacional, representando o Governador de Santa Catarina, Jorginho Mello.

Também foram convidados e estiveram presentes os Senhores Alexandre Espíndola, ex-presidente do Conselho Deliberativo, – que representou todos os torcedores -, Dr. Rodrigo Capella, Procurador Jurídico da Federação Catarinense de Futebol, – que representou a FCF -, Spyros Apóstolo Diamantaras, ex-presidente do Conselho Deliberativo do Avaí, – representando todos os ex-presidentes do Clube -. Presente também o Senador Eduardo Girão. Representando o prefeito de Florianópolis, se fez presente o Sr. João da Luz, Secretaria Municipal de Manutenção e Limpeza Urbana, e a vereadora Sra. Mariane Mattos.

Foto: Pedro França / Agência Senado

CONFIRA ABAIXO, NA TV AVAÍ, COMO FOI A HOMENAGEM NO SENADO FEDERAL

CONFIRA ABAIXO O VÍDEO COMPLETO HOMENAGEM

COMO FOI A SESSÃO ESPECIAL EM HOMENAGEM AO CENTENÁRIO DO AVAÍ

Após as execuções dos hinos Nacional e de Santa Catarina, deu-se inícios aos discursos e homenagens.
Esperidião Amin, Senador e presidente da Sessão Especial, prometeu ser breve, para não estourar o seu tempo. Em seu discurso, pincelou fatos marcantes na história do Avaí, desde a fundação, em 1º de setembro de 1923, até os dias de hoje.

“Nós todos sabemos como é difícil uma instituição de qualquer gênero completar 100 anos. Há livros que contam que a empresa que dura mais de 25 anos já é longeva. Só as organizações predestinadas a durar e a perdurar chegam a 100 anos. Portanto, é uma conjunção de forças e impulsos que leva um Clube de Futebol a completar 100 anos”, destacou Esperidião Amin.
Esperidião também lembrou da importância da crônica esportiva, citando Miguel Livramento, – que faleceu recentemente -, e Roberto Alves. “Citando os dois, quero aqui homenagear todos os cronistas esportivos”.

Foto: Pedro França / Agência Senado

Na sequência, antes dos convidados discursarem, foi exibido um vídeo institucional do Avaí, contando sua história de 100 anos.

Após o vídeo, Alexandre Espíndola fez uso da palavra, com discurso emocionado em nome da torcida.
‘É uma honra poder falar em nome da Nação Avaiana nesse dia tão especial. Quando olhamos para essa história, cada um de nós, de alguma forma, se identifica com cada um desses momentos. Obviamente os mais recentes nos torna mais próximos. Mas Avaí se constrói com Émerson (ex-zagueiro) caminhando de joelhos pela Ressacada, por talvez uma das conquistas mais incríveis nossas não cair naquele ano de maneira bastante representativa. Falar de Avaí é é pensar na pacata Desterro, tão longe no tempo, por outro lado tão presente no nosso jeito até as vezes provinciano de gostar de viver. Aquela pacata se transforma na simpática e incomparável Floripa que tanto amamos, e que em 1923 recebe seu novo habitante, o Avaí Futebol Clube. Que vem compor a esta história, e mudar a história de Florianópolis e a torna ainda mais faceira, a nossa Floripa! Ser torcedor do Avaí seguramente é para cada um de nós uma virtude. Para cada um de nós, se Avaiano é uma grande honra”, disse Alexandre Espíndola.
Espindola destacou ainda que o momento é sempre de união. “A gente se revisita, precisamos sempre unir forças. Fazer desse Avai cada vez maior e melhor”.

Foto: Pedro França / Agência Senado

JÚLIO CÉSAR HEERDT

A formalidade me exige que eu compareça aqui de terno e gravata, gravata azul, mas só posso subir a esta tribuna trazendo comigo a nossa bandeira. A bandeira do nosso Amado Avaí Futebol Clube. Não quebro o protocolo por desrespeito ou capricho. Estar aqui com um dos símbolos do Avaí Futebol Clube, o time da Raça, é uma mostra de respeito aquilo que nos trouxe todos até aqui. Quanto todos nascemos, o Avaí já era uma paixão de centenas e milhares de homens e mulheres. Daqui a muitos e muitos anos, quando formos apenas saudade e lembrança para aqueles que nos amam, o Avaí ainda estará aqui, e seguira provocando risos, gritos, choros, alegrias, abraços e comemorações. O Avaí é maior do que cada um de nós, e permanecerá! O centenário que todos comemoramos é uma data especial sim. Mas ouso dizer que presenciamos apenas a celebração dos primeiros 100 anos do Avaí. O Clube tem um belo passado, como diz o seu hino, cheio de glorias e conquistas e vitórias. E terá também um belo futuro, com mais troféus, gols incríveis, defesas milagrosas, craques e feitos que muito nem conseguem entender. Os manezinhos costumam dizer que o Avai faz coisa. E eu acrescento: O Avaí fez, faz e fará ainda mais!” disse Júlio César Heerdt
Julio também destacou sobre a responsabilidade de cada um de nós: “Temos uma responsabilidade enorme. No ano de nosso centenário, também pé um período de reconstrução do clube. Planejamento, organização, ética, seriedade, são as palavras que nos guiam no esforço de sanar problemas históricos como o do nosso endividamento, que poderiam comprometer o futuro da instituição. Ainda estamos nesse processo, que pode consumir mais alguns anos da nossa dedicação, mas sairemos mais forte. Um Leão mais saudável vai rugir cada vez mais”, finalizou Heerdt

Foto: Pedro França / Agência Senado


VÂNIA FRANCO
Representando o governador de Santa Catarina, Jorginho Mello, a Sra. Vania Franco destacou a magia de ser um torcedor avaiano e de estar na Ressacada. “Quando conheci o Avaí, por intermédio de alguns amigos, eu pensei o que eu poderia fazer lá. Mas quando entrei no estádio, eu senti a magia do torcedor Avaiano, eu decidi ser Avaiana. É muita responsabilidade falar do centenário de um time que provoca alegrias e emoções. O Amor por um Clube, por um Time de futebol não se explica. E eu também não consigo explicar esse amor que eu tive pelo Avai desde então que conheci e fui ver uma partida. E é em nome dessa torcida apaixonada, da Nação Avaiana que encerro meu discurso. Muito orbigada e um abraço a todos os avaianos em meu nome e em nome do Governador Jorginho Mello”.

Dr. RODRIGO CAPELLA
Procurador jurídico representando a FCF
“É um prazer e uma honra para nós estarmos aqui, no Congresso Nacional, em uma Sessão do Senado, representando o presidente Rubens Renato Angelotti, da Federação Catarinense de Futebol, onde a nossa entidade (a FCF), tem um dos seus filiados completando 100 anos, sendo que o Avaí Futebol Clube é um dos fundadores da Federação Catarinense de Futebol, entidade que foi fundada em 12 de abril de 1924. É uma grande honra, uma grande satisfação termos um dos nossos clubes estar completando o seu Centenário. Um do smais gloriosos do Futebol do nosso Estado, com 18 títulos estaduais, um título nacional Serie C e diversos outros títulos. Agradecemos em nome do Futebol Catarinense esta sessão em homenagem ao Avaí Futebol Clube”.

EDUARDO GIRÃO
“É de arrepiar a torcida do Avaí. A forma e o carinho que vocês recebem o torcedor visitante. Somos Leões. Leão do Pici e Leão da Ilha. Esse é o momento que tem que ser celebrado no futebol Brasileiro. Levar valores e princípios. A paz entre as torcidas. Tenho certeza que o Avaí está no caminho certo. Estou muito feliz de estar aqui. O Avaí merece estar na Série A e estaremos lá para receber o Avaí. Sucesso e parabéns pelo Centenário” destacou o senador Eduardo Girão.

Após os discursos, o Senador Esperidião Amin entregou ao presidente Julio César Heerdt, uma placa em nome do Senado Federal.

Foto: Pedro França / Agência Senado

Também fez entrega de certificado aos representantes do Avaí presentes na Sessão Especial, Srs. Júlio César Heerdt, Bernardo Pessi, Acácio Carreirão, Luciano Kowalski, Dona Vania Franco, Alexandre Espindola, Dr. Rodrigo Capella, Spyros Apóstolo Diamantaras, André Mattos Barreto, Emerson (zagueiro). Também serão entregues, em momento oportuno, certificados para Miguel Livramento (in memoria), Roberto Alves, em nome de todos os cronistas esportivos de Santa Catarina, e para Nesi Brina Furlani, representando a torcida feminina. Luciano Correa, presidente da comissão do centenário. Marquinhos Santos, ídolo da Nação Avaiana, representando todos os ex-atletas.

A sessão encerrou com todos escutando o hino do Avaí Futebol Clube.

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

MAIS NOTÍCIAS

Confira os resultados da Raça da Base no Catarinense Sub-15 e Sub-17

No CFA, a primeira categoria a entrar em campo foi a comandada pelo técnico Bruno Saymon, o Sub-15. Com gol

20/05/2024

Avaí vence o Sport-PE em Pernambuco e entra no G4

Na noite deste sábado (18), o Avaí enfrentou o Sport-PE em partida válida pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro Série

18/05/2024