Betão, novo mané: arrombassi ixtepô

Postado por: André Palma Ribeiro

Betão é simbolo da garra azurra e alia técnica com grande leitura de jogo                  Foto: Jorge Daux / Avaí FC

O zagueiro Betão está adaptado às coisas da cidade de Florianópolis e ao jeito de ser do Avaí e do torcedor Avaiano. Incorporou o vocabulário “manezês”, tanto que vez ou outra em publicações oficiais do clube é estimulado a repetir bordões já conhecidos. Betão é adepto da política de coisas simples, mesmo para quem já viveu muitos anos fora do país, tem também nacionalidade italiana e morou em grandes cidades. Hoje, um dos principais destaques do time, capitão na ausência de Marquinhos, é o que se chama de maestro da banda. Com ele ditando o ritmo lá atrás, as coisas parecem simples para o Leão da Ilha, que conquistou o acesso ao final de 2016, quase chegou ao título no Estadual e agora busca a permanência na Série A.

“O Avaí tem um estilo simples de ser mesmo sendo o maior de Santa Catarina. Torcida simples, povo simples da cidade. Gosto da maneira simples de ser das pessoas. Aqui tudo é assim, e esta união, a sinergia, a proximidade, tudo é muito bom”, destacou Betão, que tem um ótimo relacionamento com todos,  brinca bastante com a imprensa, com os funcionários do clube e trata todo mundo super bem. Está adaptado, em casa, um novo mané.

Ebert Willian Amâncio, o Betão tem 33 anos, 1,81 m, natural de São Paulo, formado nas categorias de base do Corinthians, onde jogou mais de 200 partidas e foi homenageado por isso no Estádio Pacaembu. Depois passou pelos Santos, chegou ao Dínamo de Kiev, na capital da Ucrânia, jogou no Évian, da França e chegou ao Avaí com uma enorme bagagem, experiência que tem sido fundamental para seu grande trabalho no clube.

Betão passou pela coletiva na manhã desta quinta-feira (14) e falou sobre o atual momento do clube, energias renovadas com a nova colocação. Entretanto, o jogador tem o mesmo discurso do grupo de atletas do Avaí, destacando a necessidade de pés no chão. “Estamos muito próximos de todos ali embaixo, não conseguimos nada. Temos a nossa meta e estamos lutando por ela. A sequência de vitórias que conseguimos é importante, faz toda a diferença. A campanha do returno nos motiva bastante, traz uma esperança, jeito de olhar diferente”, disse.

O apoio da torcida no domingo, 11 horas, diante do Atlético-MG na Ressacada será fundamental para a sequência de bons resultados. Betão reconhece que o adversário é difícil, tem jogadores que fazem a diferença e é preciso que o Avaí esteja focado e consistente. A sequência de tabela é boa para o Avaí, mas é preciso calma. “É claro que o atual momento do Avaí chama a atenção de todos. Outro dia vi um programa de TV analisando nosso esquema tático e o resultado que ele produz. Mas lembro que no início, quando tivemos dificuldades, o esquema era o mesmo. O importante é que as pessoas estão olhando e precisamos demonstrar o nosso valor, mostrar o quanto estamos fazendo certo”.

Confira a coletiva de Betão: 

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

MAIS NOTÍCIAS

Avaí aprova em primeira convocação plano de recuperação judicial e vai pagar dívidas históricas

Acordo permite ao clube dar continuidade ao projeto de reestruturação financeira O Avaí Futebol Clube conquistou um resultado histórico fora

22/02/2024

Chegaram todas as Camisas do Centenário para os sócios que têm direito

O Avaí Futebol Clube informa aos seus sócios que chegaram todas as Camisas do Centenário para os sócios que têm

22/02/2024