Camisa histórica de Cléber Santana vai para o Memorial do Avaí

Postado por: André Palma Ribeiro

 

Narbal Silva e Marcelo Melo entregaram manto sagrado usado por Cléber Santana para o Memorial do clube Fotos: Leandro Boeira / Avaí FC

O presidente Francisco José Battistotti recebeu na tarde desta sexta-feira (29) das mãos do conselheiro Narbal Silva e do avaiano Marcelo Melo a camisa número 88 de Cléber Santana, usada pelo craque na partida em que o Leão da Ilha derrotou o Joinville por 1 x 0 na Arena Joinville, no dia 26 de julho de 2014, na caminhada do Avaí em sua conquista do acesso à Série A. O manto azurra usado pelo saudoso craque, morto em 29 de novembro do ano passado, no acidente com o avião da Chapecoense, foi entregue para ser exposto no Memorial do clube, que está programado para ser construído na próxima gestão.

Em bom estado de conservação, a camisa usada por Cléber Santana foi doada pelo empresário Joarez da Silva Vieira Júnior, sócio proprietário da empresa JR Hidroquímica, um laboratório voltado para análise e tratamento de água, que a recebeu à época de presente das mãos do próprio jogador. Ambos tinham uma boa relação naquela oportunidade. Narbal Silva, também amigo de Joarez, vislumbrou a possibilidade de preservar a relíquia no Memorial do clube. “Precisamos resgatar estes símbolos da história do Avaí, sejam camisas, chuteiras de conquistas, bandeiras, fotos e troféus. Tudo isso precisa ser guardado para que os mais novos no futuro possam entender como o clube construiu tudo isso, como chegou até aqui às vésperas de completar seu centenário. E saímos daqui felizes com a receptividade que tivemos do presidente Battistotti e sua preocupação em preservar a história do clube”.

Os avaianos Narbal Silva e Marcelo Melo já tinham feito ano passado a doação da bola histórica da final do Campeonato Catarinense de 1988, quando o Avaí conquistou o título na vitória de 2 x 1 sobre o Blumenau, no Estádio da Ressacada. A bola estava com o já falecido delegado da Federação Catarinense de Futebol, Nilton Müller, que atuou naquela partida e foi doada pelo seu filho Gelter Müller. A bola está exposta na Sala de Troféus e vai também para o Memorial do clube.

O presidente Battistotti explicou que hoje o clube não tem espaço apropriado para receber todas estas doações, que são sempre muito bem vindas pelo resgate histórico do Leão da Ilha. Prometeu que na gestão, espera concluir a construção do Memorial, onde toda a sua história do Avaí ficará preservada de forma apropriada. “Este é um dos nossos objetivos na próxima gestão. Não posso precisar quando estará concluído, mas posso assegurar que é um desejo imenso dos Avaianos. E símbolos como esta camisa histórica que recebemos hoje, serão sempre muito bem vindos para este objetivo”, completou o presidente.

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

MAIS NOTÍCIAS

Orientações aos sócios participantes da Caravana Com a Raça Toda

Neste sábado (24/02), a Raça Toda vai ao estádio Heriberto Hülse, em Criciúma-SC, para acompanhar a partida Avaí x Brusque,

23/02/2024

Relação de mascotes mirins sorteados para Avaí x Brusque-SC

O Avaí Futebol Clube informa a relação de inscritos sorteados e as orientações para o cerimonial de entrada dos Mascotes

23/02/2024