Clube lança camisa retrô de 1975

Postado por: André Palma Ribeiro

O Clube lança no próximo domingo (16) uma nova camisa histórica. Em parceria com a Liga Retrô, chega ao mercado a camiseta do Avaí referente ao título estadual de 1975. A conquista completa 40 anos na próxima segunda-feira, dia 17.

O lançamento será na Avaí Store, às 14h, duas horas antes do jogo Avaí x Corinthians. A ação contará com a presença de ídolos da época.

O valor será de R$130,00.
Sócios ainda tem 10% de desconto.

A final de 1975

Na década de 1970, após anos de dominação dos times do interior, Avaí e Figueirense recuperaram a supremacia do futebol regional. O Figueirense levou o título de 1972 e 1974, enquanto o Avaí foi campeão em 1973 e 1975.

O Avaí, que havia perdido a decisão para o Figueirense em 1972, viu na final de 1975 a chance da tão esperada revanche. O primeiro jogo terminou em 3 a 2 para o Figueirense. Quando tudo parecia perdido, o Leão venceu o segundo jogo com um sonoro 3 a 0, com destaque para o habilidoso Zenon. A melhor de três foi disputada no Estádio Orlando Scarpelli, sede do dono da melhor campanha na competição.

A decisão

O jogo começa e o espetáculo é comandado pela torcida, que ocupa cada milímetro das arquibancadas. O primeiro tempo foi um duelo tático, com muita marcação e alguma violência. Na segunda etapa, o Avaí foi mais uma vez comandado pelo maestro Zenon, que chegou a marcar um gol, anulado pelo bandeirinha Dalmo Bozzano.

Um torcedor mais exaltado atirou um pilha de rádio na cabeça de Bozzano, que foi retirado de campo ensanguentado e substituído por Pedro Zimmer. O jogo recomeçou e o Avaí continuou com as rédeas da partida, sendo importunado apenas pelos perigosos ataques de Toninho, em tarde inspirada. O Leão havia perdido o jogador no início do ano por ter perdido o prazo para renovar o seu contrato e agora, no Figueirense, Toninho queria mostrar trabalho contra o ex-clube.

Ciente do perigo representado por Toninho, Áureo Malinverni havia descoberto o antídoto: sacou o zagueiro Ari Prudente, mais técnico, do time titular. Em seu lugar, deu a missão da vida do soldado Maneca neutralizar Toninho. Missão dada, missão cumprida.

Com o principal jogador adversário anulado por Maneca, restava ao Avaí jogar o seu melhor futebol, o que invariavelmente começava pelos pés de Zenon. Aos 33 minutos, após um cruzamento perfeito de Zenon, Juti marcou de cabeça o gol que continua na memória do futebol de Florianópolis. Quem o assistiu, há quatro décadas ainda guarda na lembrança aquele lance em detalhes.

Zenon, pela direita, driblou Luís Éverton. Encarou a marcação de Orcina e Casagrande e passou pelos dois, deixando-os sentados no gramado. Seguiu até a linha de fundo e cruzou alto para Juti cabecear para o gol de Vanderlei.

A foto que estampou a capa do jornal o Estado no dia seguinte ao jogo captou o momento em que a pelota saía da cabeça de Juti em direção as redes. Não havia mais nada a dizer: É o Avaí.

Ficha da Partida:

17/08/1975 – Figueirense 0 x 1 Avaí

Local: Estádio Orlando Scarpelli.

Competição: Campeonato Catarinense.

FIGUEIRENSE (0) – Vanderlei; Pinga, Almeida, Orcina e Casagrande; Sérgio Lopes, Moacir e Lico (Letieri); Marcos; Toninho e Luís Éverton. Técnico: Lauro Búrigo

AVAÍ (1) – Danilo; Souza, Maneca, Veneza e Orivaldo; Lourival; Balduíno e Zenon; Carlos (Ademir), Juti e Vado. Técnico: Áureo Malinverni

Arbitragem: José Carlos Bezerra, auxiliado por Dalmo Bozzano (Pedro Zimmer) e Roldão Borja.
Renda: Cr$ 213.980,00.
Público: Não divulgado na fonte consultada

Fonte: http://www.memoriaavaiana.com.br/avai-e-campeao-no-scarpelli-1975/

IMG_5383

IMG_5385




COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

MAIS NOTÍCIAS

Série B 2024: Serviço de jogo para Avaí x Santos-SP

Na Ressacada com a Raça toda! Nesta sexta-feira (26/03), o Time da Raça tem um encontro marcado com a Nação

Ação exclusiva sócios: Sorteio Cantina Zabot

Foram sorteados quatro sócios. Cada sócios ganhou um voucher no valor de R$ 250,00 para a Cantina Zabot! O voucher

24/04/2024