Douglas, o paredão azurra

Postado por: André Palma Ribeiro

Douglas, aos 28 anos, diz que o bom desempenho é fruto de muito trabalho                Foto: Divulgação /Avaí FC

O goleiro Douglas, grande destaque do Avaí na vitória sobre o Grêmio por 2 x 0 na Arena em Porto Alegre, no último domingo, ainda curte o momento da fama repentina após virar protagonista. Não para de atender ligação de jornalistas para entrevistas e amigos cumprimentando pela inesquecível apresentação. Após o jogo, o goleiro aproveitou para rever familiares que vieram de Candelária (RS), sua cidade natal, e já projeta o jogo difícil de quinta-feira, 21 horas, na Ressacada, diante do Coritiba, quando espera que toda a equipe possa repetir um grande jogo e subir na tabela.

Nas entrevistas após o jogo, Douglas disse que não conseguia explicar o que tinha acontecido. “Eu não conseguiria sair daqui vitorioso sozinho, talvez pra frente eu não vou ter uma partida tão inspirada, mas a meta será sempre entrega total em busca de vitórias para o Avaí”, destacou Douglas, 28 anos, e que ainda não tomou gol nestes três jogos que disputou. Ele está no Avaí desde o início do ano, emprestado pelo Corinthians.

Douglas entende que se preparou para este momento, está dando o máximo de sua força e treinando com seus colegas de profissão, com o treinador de goleiros, professor André Croda, fundamental para este crescimento. “Precisamos trabalhar para ser cirúrgico sempre, tomar decisões rápidas, ganhar sequência de jogos. Procurar manter este ritmo e sem tomar gol, pois a cobrança sempre será maior daqui pra frente”, completou o jogador, goleiro recordista no Cartola FC, com 33 pontos em sua atuação contra o Grêmio.

Na tarde desta segunda-feira (10), quando voltar aos treinamentos, Douglas sempre será olhado diferente pelo que vem fazendo, mas sabe que vida de goleiro é assim mesmo e tudo pode mudar a qualquer momento. Um erro, uma falha, segundo ele, faz com que as pessoas esqueçam o que foi feito. Mas Douglas, que já tem um grande currículo no futebol, sabe que se continuar nesta tocada, não tem volta. Douglas Alan Schuck Friedrich, natural de Candelária (RS), 1,94m e 88kg,  já passou por Maringá, Sanat Nalf, do Irã, Capivariano, Ituano, Caxias, Bragantino, Corinthians, Grêmio e chegou ao Avaí no início do ano. Uma grande história de vida.

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

MAIS NOTÍCIAS

Raça da Base é campeã da 22ª Copa Catarinense de Futsal Sub-09

Neste domingo (16), a Raça do Sub-09 conquistou o título da Copa Catarinense de Futsal diante da APAMA, por 2

17/06/2024

Avaí/Kindermann vence o Atlético-MG fora de casa pelo Brasileirão

As Leoas enfrentaram o Atlético-MG na Arena Gregorão ontem (16), em confronto válido pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. A

17/06/2024