Entenda como funciona o processo de apresentação de atletas

Postado por: avai.abstrato.ventures

Foto: Leandro Boeira/Avaí F. C.

Muitos torcedores avaianos cobram, com razão, que o Avaí anuncie logo seus atletas contratados. Os repórteres já anunciaram que o jogador está em Florianópolis, já postaram nas suas redes sociais o acerto da contratação, mas o clube segue sem anunciar o novo jogador. Por quê? A resposta é simples: o Avaí é o único que carrega responsabilidade no negócio.

Primeiro que a velocidade da informação e os meios de comunicação existentes hoje em dia praticamente excluem a possibilidade do Avaí fazer negócios em sigilo. Há o clube de origem, o agente/empresário, o próprio jogador, familiares do atleta, enfim, uma gama de pessoas envolvidas e cada uma delas com um potencial grande de “vazar” a informação. Há a esposa do atleta que posta uma foto no aeroporto, um empresário que publica uma storie com o atleta, uma mensagem no WhatsApp que foi enviada para alguém de confiança, que encaminhou a outro de confiança. Enfim, são muitas pontas e a maioria delas o clube não tem gerência. Seja por acaso ou por ato deliberado.

Há os problemas internos do Avaí que precisamos melhorar, mas também há repórteres que investigam, entram em contato com diversas fontes e conseguem, por meio de um trabalho de apuração bem feito, chegar ao negócio realizado. O Avaí só é responsável por aquilo que sai de seus canais e já é muita coisa. É praticamente impossível manter uma contratação em sigilo absoluto, ainda mais no nível de atletas que o Avaí negocia, que são jogadores com mercado nas principais divisões do Brasil e da América do Sul. São as dores de ser o Maior de Santa Catarina, somos sempre visados e chamamos atenção.

Até que um atleta seja efetivamente do clube ele precisa acertar seu contrato, e isso envolve desde testes físicos, exames médicos e laudos de especialistas. Esse contrato deve ser registrado, ele precisa estar apto como trabalhador para exercer sua função. Se o atleta vem de fora do país a burocracia aumenta ainda mais. As bases salariais, bônus, cláusulas de rescisão e desempenho, tudo isso deve estar precisamente acertado e previamente assinado para que não gere prejuízos ao clube. Quais? Vejamos:

– Se o clube anuncia o jogador antes do que foi citado acima e o atleta não fica, o prejuízo é com a imagem do clube;

– Com a negociação não concretizada ainda, outro clube pode se interessar e atravessar o negócio. Ainda, quando do anúncio antecipado, os envolvidos podem requerer alterações de cláusulas que estavam acertadas sob a justificativa de que o clube já anunciou e, com isso, colocar o Avaí contra a parede para que aceite novas condições;

– Apresentação de atletas já foi usada como matéria jurídica em ações trabalhistas. Atleta que sequer assinou contrato definitivo e não fez nenhum jogo pelo clube tentou por via judicial o seu reconhecimento de vínculo como atleta com base numa divulgação do clube.

Por isso a afirmação de que a responsabilidade é toda do clube. Se um repórter divulga o acerto do Avaí com um jogador e o no dia seguinte o negócio é desfeito, não há nenhum problema para ele (repórter). Vários já foram aqueles que fizeram isso e no dia seguinte tudo correu normalmente. Já o Avaí não pode se dar esse luxo.

“Ah, mas o jogador já saiu no BID”. O BID, Boletim Informativo Diário, é uma publicação de responsabilidade da CBF. É um documento que diz que o atleta está apto a exercer a sua função pelo clube. Via de regra, ele é publicado quando tudo está Ok. Mas ele não garante que o acerto individual entre atleta e clube esteja em dia. Há, ainda, outras questões quando há outros clubes envolvidos. Em caso de empréstimo, há o acerto com o clube que cede o atleta sobre percentuais de vitrine e outras cláusulas acordadas entre as equipes.

Por isso, o Avaí optou por APRESENTAR o jogador, em vez de anunciá-lo. Apresentar seria no sentido de mostrar ao torcedor quem ele é e quais os parâmetros de sua contratação. Também produzir um material exclusivo e humanizar o personagem para a torcida, algo que só o clube consegue fazer. Assim, jamais o clube vai comentar especulações, confirmar negócios — mesmo de atletas flagrados com o uniforme do clube — antes do acerto real e de tudo amarrado entre as partes.

#TimedaRaça

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

MAIS NOTÍCIAS

Comissão da SAF se reúne para definir próximas etapas de estudos

A Comissão Temporária criada pelo Conselho Deliberativo do Avaí Futebol Clube para discutir os diversos aspectos relacionados à Lei da

FCF altera local de Avaí x Brusque

O Departamento de Competições da Federação Catarinense de Futebol alterou o local da partida entre Avaí e Brusque-SC, válida pela

21/02/2024