Homenagem a São Ludgero

Postado por: André Palma Ribeiro

No jogo diante da Chapecoense, que acontece domingo, dia 17, às 18h30, na Ressacada, a homenagem será para o município de São Ludgero. O goleiro Diego vestirá uma camisa especial que tratá a imagem do pórtico da cidade.

São Ludgero está a 182 km de Florianópolis e fica na Região Sul do Estado. De acordo com o IBGE, o município tem 10.993 habitantes. A cidade completa 51 anos de história no dia 12 de junho deste ano.

A história de São Ludgero

O município foi colonizado por alemães vindos da Colônia Teresópolis. Lá chegaram na década de 1860, provenientes da região de Münster, principalmente de Heek, que também tem São Ludgero como padroeiro. Tal migração deu-se a partir de 1873, principalmente devido à baixa fertilidade do solo do local e ao abandono por parte do governo

O atual território da cidade foi determinado pelo então pároco da comunidade, Padre Roer, que em uma de suas visitas a diversas comunidades nos arredores de Teresópolis encontrou um local em que a terra parecia ser mais fértil que a de sua comunidade, por informação de Luís Martins Collaço. Como as terras pertenciam ao dote da então princesa Isabel, enviaram uma solicitação ao governo imperial pedindo a posse de tal localidade. Depois de algum tempo veio a resposta positiva, e então migraram para o novo desafio.

No início não havia nenhuma infra-estrutura, havia apenas trilhas e muita mata a ser derrubada para dar espaço às roças. A única distração de que os colonos dispunham eram as missas, de onde tiravam forças para seguir em frente. Suas habitações a princípio não passavam de cabanas de palha.

O nome deve-se a São Ludgero, um santo guerreiro muito popular entre o povo da região da Vestfália. Ludgero nasceu em Zuilen próximo a Utrecht, Países Baixos. Foi um missionário, seguidor de São Bonifácio, fundador da Abadia de Werden e o primeiro bispo de Münster. Dentre outros milagres, o mais importante sem dúvida alguma é o que ocorreu na região de Münster, por volta do ano 800. Neste momento houve uma praga de gansos cinzas, que comiam as plantações. Segundo a história, São Ludgero os expulsou da região e, por isso, o santo é representado com gansos entre os seus pés.

A emancipação política ocorreu em 12 de junho de 1962, tendo como primeiro prefeito Daniel Bruning. A área de terra que hoje é São Ludgero desmembrou-se de Braço do Norte, mas era pequena. Para que o município tivesse a extensão atual, foi necessária uma manobra política, onde forçou-se também a emancipação de Colônia, que ia da Barra do Norte até o Rio Cachoeirinhas. Emancipadas as duas localidades, logo ocorreu a fusão de Colônia com São Ludgero, resultando no território atual do município.

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

MAIS NOTÍCIAS

Raça da Base enfrenta o Nação Araquari em rodada tripla no Catarinense

No sábado (20), as categorias de base do Avaí foram até Joinville-SC, para enfrentar o Nação Araquari pela 5ª e

22/04/2024

Trabalhos no gramado do CFA para enfrentar o Santos na Ressacada

O Avaí treinou nesta manhã de segunda-feira (22). A equipe realizou trabalhos de força na academia e também no gramado

22/04/2024