Ídolos avaianos convocam torcedor

Postado por: André Palma Ribeiro

Uma decisão é sempre um jogo diferente, mexe com o emocional de todos. Muitos atletas já viveram esta experiência. No Avaí, ao longo de sua história, os 16 títulos estaduais foram marcas para congelar na memória. Esses ídolos avaianos agora dão seu recado aos torcedores e atuais jogadores para esta final de domingo (30), na Ressacada, contra a Chapecoense. Quem não lembra de do artilheiro Toninho, do lateral esquerdo Orivaldo, do craque camisa dez Adilson Heleno, do zagueirão Emerson, de um dos gêmeos, o zagueiro Rafael e o artilheiro do Guga, o grande Jacaré, atletas que deram o sangue pelo clube nestas conquistas e sabem muito bem o que representa o apoio do torcedor.

O recado é um só: apoiar os jogadores do início ao fim neste primeiro jogo e ser o décimo segundo jogador. Não dá para perder esta oportunidade, porque ela é única. Toninho Quintino, campeão em 1973, no antigo estádio Adolfo Konder diz: “Galera, vamos pegar junto. O Avaí é grande e a força de sua torcida é fundamental. Precisamos desse apoio aos nosso guerreiros. Fazer a diferença. Vamos em busca da taça“.

Orivaldo Silveira, o atleta que mais vezes vestiu a camisa azurra. Foram 413 jogos e os títulos de 1973 e 75. Orivaldo também esteve na final com a Chapecoense, em 1977, em Chapecó, quando perdeu o título em jogo complicado. “O que importa agora é a necessidade de estarmos juntos. Entender que a torcida pode ajudar. E o atleta, ali dentro de campo, sente a energia do torcedor. Vamos lotar o estádio”.

Quem não lembra do título de 1988, e a Ressacada lotada com mais de 25 mil pessoas. Há quem diga que estavam no estádio mais de 32 mil. Enfim, Adilson Heleno foi o grande protagonista na vitória sobre o Blumenau e mais um título para o Leão da Ilha. “Não dá para dizer que a gente não sente a força que vem da arquibancada. É uma corrente que contagia. E neste domingo, não pode ser diferente. É todo mundo junto, apoiando e incentivando. Eu estarei nesta torcida”, disse Adilson Heleno.

Jacaré, o fã de Guga, protagonista do título de 1997, artilheiro do campeonato, sabe muito bem o que é a emoção de levantar uma taça e ter o apoio do torcedor. “É um momento mágico. E o meu recado é claro, vamos lotar a Ressacada e jogar junto”. Nesta corrente tem ainda mais dois ídolos recentes: Rafael, zagueiro e tricampeão catarinense: 2009, 2010 e 2012. “Quero mandar um recado para a Nação avaiana: quando a Ressacada está lotada, é difícil para o adversário. Vou estar lá, com certeza serei mais um torcedor”, disse. Outro que deixou sua marca foi o zagueiro Emerson, bicampeão catarinense (2009 e 2010) e que mandou seu recado lá do Rio de Janeiro: “Vamos lotar a Ressacada, jogar junto. Todos unidos neste objetivo”.

Confira os depoimentos na TV Avaí:

Adilson Heleno, campeão de 1988                                  Foto: Divulgção /Avaí F. C.

 

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

MAIS NOTÍCIAS

Avaí finaliza preparação para enfrentar o Brusque pela Série B

O Avaí finalizou a preparação para o confronto contra o Brusque que acontece amanhã. Nesta tarde de terça-feira (18), os

Avaí vence São Joseense pelo SulBrasileiro BG Prime

As categorias Sub-14 e Sub-15 da Raça da Base entram em campo na tarde de hoje (18), diante do São

18/06/2024