Piçarras será homenageada

Postado por: André Palma Ribeiro

Nesta sexta-feira (29), na última partida do Avaí na Série B, contra o Boa Esporte, na Ressacada, a cidade homenageada nas camisas dos goleiros do Leão da Ilha será Balneário Piçarras.

A cidade localiza-se a 110 km da Capital e está na região do Litoral Norte, com aproximadamente 19.329 habitantes, segundo censo do IBGE/2010. Este ano a cidade irá completar, no dia 14 de dezembro, seu 50º aniversário. As festividades vocês podem acompanhar AQUI.

Histórico de Balneário Piçarras

O nome Balneário Piçarras vem das rochas de argila que se encontram em grande quantidade no subsolo do município. Trata-se do piçarro, ou piçarra. O município teve suas origens étnicas nos colonizadores paulistas e na povoação da Ilha de Nossa Senhora da Graça, em São Francisco do Sul.

Segundo o historiador José Ferreira da Silva, em História do Município de Penha (1958), na segunda metade do século XVIII, pescadores portugueses vindos de São Francisco do Sul desceram a costa em busca de baleias, na época, matéria prima da principal atividade econômica da região. Alguns desses desbravadores se fixaram no pedaço de terra do litoral catarinense que mais avança pelo mar, ao qual chamaram de Ponta do Itapocorói, região habitada pelos índios Carijó.

A fartura de baleias e as condições marítimas e geográficas ideiais foram decisivas para que fundassem ali um povoado. Em 1777 nasce Armação do Itapocorói, núcleo inicial dos municípios de Penha e Piçarras. Vale esclarecer que armação era o nome que os portugueses davam para o local onde erguiam estruturas próprias para o manuseio da baleia.

A partir daí, os poucos moradores que já se espalhavam ao longo da costa passaram a ser visitados com mais freqüência por comerciantes que vinham do porto do Rio de Janeiro e retornavam com seus navios carregados de azeite, barbatanas e outros derivados da baleia, negociados em Armação. Essa efervecência econômica atraiu muitas famílias e em fins do século XVIII e início do século XIX os Vieira,Macedo, Silva Lima, Quadros, Pinto e Figueredo já configuravam o povoado de Piçarras.

Em 1820, passa por Piçarras o historiador francês August de Saint Hilaire, que registra suas impressões do lugar no livro “Viagem pela Provincia de Santa Catarina”. Percorrendo as praias, descreve, avistam-se casas, de distância em distância, simples choças, e toda a zona fronteira ao mar é muito povoada, enquanto que para o interior há unicamente floresta. O território antes habitado por indígenas cede espaço ao colonizador açoriano.

Com a extinção progressiva da baleia, Armação perde espaço econômico e político para Penha. A região hoje compreendida pelo município de Piçarras passa, em 1839, a integrar a freguesia da Penha, subordinada a São Francisco do Sul. Mais tarde, em 1860, Itajaí assume o distrito de Penha e, portanto, Piçarras.

A emancipação política de Penha vem em 1958 e na mesma época Piçarras inicia um movimento para emancipar-se também, o que consegue cinco anos depois. A instalação da sede do novo município acontece em 14 de dezembro de 1963.

Em 2005, a população decidiu, por meio de um plebicito, acrescentar o termo “balneário” ao nome da cidade, o que, de acordo com os defensores da proposta, aumentaria a visibilidade turística da cidade.

COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA

MAIS NOTÍCIAS

Avaí vence o Sport-PE em Pernambuco e entra no G4

Na noite deste sábado (18), o Avaí enfrentou o Sport-PE em partida válida pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro Série

18/05/2024

Raça da Base: Sub-20 goleia o Inter de Lages em casa no estadual

Com gols de Cadu, Galvão, Ronaldy, Cananéia e Vitinho, o Leão da Ilha venceu por 5 a 0 o Inter

17/05/2024